• Movimentando

Entenda o que é o marco temporal das terras indígenas

Por: Raquel Piedade.

Está acontecendo em Brasília uma manifestação gigantesca, com cerca de 6 mil indígenas de diferentes etnias. Concentrados na Praça dos Três Poderes, o ato faz Oposição a votação do PL 490, que determina o Marco temporal. Quem não sabe, o Marco temporal define que indígenas só tem direito a uma determinada terra se provarem que estão nela desde o dia 5 de outubro de 1988, que foi quando a constituição foi promulgada. Na verdade, o governo Bolsonaro só está tentando cumprir o que ele já prometia durante sua campanha. Bolsonaro dizia que não iria ter 1 centímetro de terra demarcada para comunidade indígena ou para quilombolas. E aí, vocês podem se perguntar, mas como que uma manifestação tão grande como essa, não está sendo televisionada e nem tem uma ampla cobertura da mídia. É simples, porque: o Agro é Tech, o Agro é pop, o Agro é tudo... E tem muita gente com interesse em defender o Marco temporal, em especial, a bancada ruralista, os mineradores, e a elite brasileira, que sempre lucrou com a devastação do meio ambiente e com o genocídio dos povos indígenas. Pois, a acumulação da riqueza dessas pessoas tem como base desmonte da cultura indígena e o sangue dos povos originários. A medida pode afetar mais de 300 terras em processo de demarcação. Fique atento, pois a votação do Marco temporal será retomada na próxima quarta-feira, dia 01 de setembro. #PL490Nao #MarcoTemporalNao #DemarcaçãoJà


Assista o vídeo da Raquel Piedade.



43 visualizações0 comentário